Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Busca de Um Sentido

07
Out16

Voar e deixar voar...

Tatiana
Quantos de nós já nos deparámos com aquele tipo de pessoa que acha que o mundo alterou a sua órbita e viraram o Sol?
 
Lamento informar que, por muitas purpurinas que utilizem para se enfeitarem, nunca brilharão tanto como essa tão linda estrela... O brilho do Sol vai sempre ofuscar essa falsa importância. Querem que vos fale das leis da Física que tornam possível virar o centro do Sistema Solar? Consiste em aumentarem a vossa massa corporal para números demasiado elevados para a vossa preciosa linha, aquela que pretendem manter. E sabem que mais? Comparados com o Sol, todos somos menos do que aquela pequena formiga atarefada que todos os dias se esforça para sobreviver entre nós.
 
Tenho-me vindo a deparar com inúmeras situações em que gente insignificante vive com o rei na barriga, pensando eles que são mais que os outros. São mais porque têm um cargo mais alto, são tanto porque ganham outro tanto por mês, e depois esquecem-se que se ganham mais e têm uma posição mais alta é porque, supostamente, alguém achou que eram responsáveis para tal. Se chegam ao céu é porque alguém vos deu asas para voar e ainda se deu ao trabalho de vos ensinar como o fazer. Não ganham nada que não seja merecido, mas não se esqueçam que há alguém por detrás.

Mais uma vez, venho lamentar... Lamentar que nos digamos tão inteligentes, tão adultos, tão enormes, tão tudo, e nos falte humildade para admitir um erro ou para reconhecer que não é preciso gabar inúmeras qualidades se realmente as temos. Tudo o que são virtudes acabam a ser reconhecidas.

Ainda hoje, passados quase dezanove anos desta minha tão atribulada existência, questiono a arrogância de tantas pessoas que tinham tudo para ser adorados e se tornam detestáveis só porque vivem com a ilusão que são muito importantes e que todos devem perceber isso. Vá... Venham dizer que sou apenas uma miúda com a mania que sabe muito... Força! Apenas não me calem! Deixem-me dizer o que tenho a dizer, só vai ler quem quiser ler. Quanto maiores queremos parecer, mais pequenos vamos ser. Rescrevam o que está aqui dito! No fim das contas eu vou ser aquela que tinha razão e depois de tantos erros na vida não vou ser menos certa. Vocês sabem disso, certo?

Vocês sabem que por muito jovem que pareça, quando quero até tenho a noção do que é o mundo. E o mundo não é a luta cega que tanta gente pensa, é mais a entreajuda que todos evitam, uns porque querem dizer "fiz sozinho, sou mais forte, ganho mais e aquele fica sem nada", outros por orgulho e ainda há aqueles que são apenas demasiado preguiçosos.

Vivo com esperança que todos aqueles que se sentirem ofendidos com o que escrevo entendam que isso tem razão de ser. Como alguém que conheço diz: ponham a mão na consciência, algo está errado. Não são só as crianças que têm de crescer, o que as crianças sabem é à custa do que os adultos ensinam. E eu sei que, embora muitos se esqueçam disso, se jovens como eu pensam assim, muitos adultos o pensarão também. Assim sendo, de que estamos à espera para nos juntarmos na luta que é melhorar o mundo? Há que dar o exemplo e nunca será tarde demais, todos os dias são uma nova oportunidade. 

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D