Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Busca de Um Sentido

Corram atrás da vida, ela não espera!

Quantas vezes já te perguntaste se este é o caminho certo? Sabes que amas o que fazes e que de certa forma o mundo que te rodeia fascina-te, mas está lá essa insatisfação que tão vulgarmente denominas de: instabilidade. Achas mesmo que és instável? Por favor... Alguém instável não chega onde tu és capaz de chegar. Vês o caminho que já percorreste? Ou preciso de te relembrar?


Hoje a mensagem é para todos vocês que se encontram sem rumo, que vêem as milhares de opções existentes, mas vivem com o medo de escolher o caminho errado, então passam o tempo a escolher imensas coisas diferentes. 

"E se me desiludir? E se tiver que voltar atrás?" 

O que tiver que ser será. 

A mensagem para além de ser para vocês, hoje também é para mim. Estranho, não é? Mas sim, hoje é altura de registar conselhos para todos, incluindo eu.

Não consigo achar as justificações que tanto procuro, mas durante um tempo eu perdi a vontade de inovar e tentar fazer sempre mais, perdi a minha forma de ver o mundo com um encanto especial, perdi o que me fascina no mundo. No entanto, eu percebi que o mal não é o mundo, o mal era meu. Talvez eu não tenha perdido tudo isso, talvez eu só tivesse que arranjar uma nova forma de arranjar motivação. Por algum motivo alheio a mim eu meti na minha cabeça o "eu não sou capaz, vou ficar no meu canto, vou limitar-me a esperar que tudo volte ao que era". Fiz mal! As coisas podem ter mudado por alguma razão, mas com certeza o que mudou partiu de mim.Nada volta se não corrermos atrás. Não apetece agora? Passa a apetecer.

Decidi impor metas a mim mesma. Confesso que está a ser complicado cumprir tudo por uma simples razão: preguiça. Fiz uma agenda, tenho um calendário na minha secretária com tudo apontado e ao lado tenho um bloco com apontamentos. Se está a resultar? Nem por isso. Mas mais uma vez... a culpa é minha porque "estou cansada demais, fica para amanhã", os dias passaram e ups, não me apetecia. Com esta ideia cheguei ao ponto de deixar o blog de lado durante bastante tempo, algo que tanto bem me fazia... Desisti de mim e do que me faz bem.

Sim, porque eu sou escrita, eu sou fotografia, eu sou manias, eu sou eu e era diferente sem todas estas coisas.

Assim chego ao ponto crucial... Sejam fiéis ao que são, ao que gostam, ao que vos faz bem. Mesmo que o cansaço seja um peso enorme: quem corre por gosto não cansa. Vocês não são exceção! Eu não sou exceção.

Se o ano passado tive tempo para tudo, porque não terei neste? Eu amo o que faço, seja estudar, seja o blog. Não há qualquer razão para eu deixar os meus objetivos para trás. Não podemos assumir um estado de meros espetadores nas nossas vidas e ir deixando o tempo passar...

Ver o tempo passar não me deixa ser eu.

Não estou a dizer que é tudo fácil, porque é óbvio que não é, mas não vale a pena pararem a vossa vida por estarem preocupados com o que se vai passar daqui a um ano ou dois. Deixam de viver por estarem com essas preocupações.

Então, comecem a ser vocês próprios, comecem a agarrar nos vossos sonhos e objetivos e a concretizá-los. Descansem que não ficam sem sonhos, porque a criança que ansiava ver o mundo e conquistá-lo está sempre lá, no vosso íntimo.

Sejam fortes e nunca desistam, por favor, o tempo não espera por vocês, então entrem nesta corrida contra-relógio que é a vida e alcancem tudo o que desejam... Ah, e boa sorte!

9 comentários

Comentar post