Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Busca de Um Sentido

A situação é triste...

Por vezes pergunto-me para que sonho tanto. Autodenomino-me de realista, mas pelos sonhos acabo a criar um mundo irreal à minha volta.

De acordo com o que sonho, o mundo vai ser melhor. Os interesses políticos irão ao encontro das necessidades e das vontades do povo... A população vai sentir-se melhor, o bem-estar vai ser algo geral. Bem visto, se assim fosse iriam ajudar-me num outro sonho que estou prestes a começar: ter um curso universitário.


As promessas são todas as que queremos ouvir e o povo mantém-se neste sossego, neste silêncio. Calculo que estejamos à espera que o bem venha reinar desta vez. Mas será que se lembram da última vez que esperámos por isso? Será que ainda esperamos que D. Sebastião apareça no meio do nevoeiro?

Isto é a típica atitude portuguesa, sentamo-nos à beira do balcão da tasca mais próxima e esperamos que o mal fuja devido a esta apatia geral. 

É triste que os jovens do nosso país vejam o seu futuro apenas longe da terra que lhes serviu de berço, porque, no fundo, Portugal tem muito para dar, tem potencial, apenas é mal governado.

É triste que o mérito português só seja reconhecido além fronteiras. Sim, porque gostamos de nos gabar que fulano ganhou o prémio de sabe Deus o quê no país mais longínquo, mas o nosso governo gosta tanto disso que nem nos dá motivação para nos mantermos aqui.

É triste que só sejamos bons longe daqui, porque aqui nós só somos prejuízo para o nosso governo.

As pessoas que geraram esta situação são tristes.

Vivo com a esperança de viver a minha vida como profissional no meu país, onde nasci. No entanto, se as promessas não se cumprirem, só tenho uma coisa a dizer... Adeus, Portugal! Vou ter saudades.

9 comentários

Comentar post