Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Busca de Um Sentido

09
Dez17

Publicidade no Natal | BLOGMAS - Dia 9

Tatiana

Algures no tempo, quando ainda me diziam que era criança e eu respondia bastante indignada "Já tenho 13 anos", sentava-me à frente da televisão tardes infinitas, durante todo o mês de Novembro, com um papel na mão.

 

Qual era o meu objetivo? Como controladora que era, e sou, queria ter uma lista infinita de prendas, tanto para o meu aniversário, que é a meio de Novembro, como para o Natal, para que nenhum familiar meu pudesse ter dúvidas na altura da escolha. No entanto, isto acontecia porque ficava feliz a ver os brinquedos, sonhava com o que via e brincava a fingir que tinha tudo aquilo para mim. Apesar disso, uma caneta deixava-me feliz. Um caderno novo agradava-me...

 

Ainda hoje, adoro ver as publicidades de brinquedos e jogos desta altura. Faço-o com uma imensa nostalgia, e confesso que às vezes me dá vontade de refazer a lista. 

 

No entanto, tenho a consciência de que cada vez há mais escolha e com essa escolha vem a insatisfação constante. Cada vez menos os miúdos se contentam com aquela pista de carros ou com aquela boneca de um metro que vinha equipada com maquilhagem, os mesmos que nos serviam para o ano todo. Cada vez mais o Natal é um jogo de interesses pessoais e comerciais. 

 

Se tenho pena? Tenho. Se acho que é um erro? Mais ou menos. Claro que as marcas usam a publicidade como forma de aliciar avós, pais, tios, primos e filhos. Apesar disso, deixamo-nos levar porque queremos. Deixamos as imagens que nos entram em casa dominar toda uma época que deveria ser muito mais de amor e união do que "escolher a melhor prenda" ou "vou dar para ver se para de me chatear". 

 

Sou da opinião que deveríamos lutar para contornar esta situação. Que deveríamos inserir outro tipo de príncipios na nossa sociedade... 

 

Vamos trazer o Natal quente e de sorrisos de volta, por favor!

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D