Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Busca de Um Sentido

05
Nov16

Amor de Alentejano

Tatiana

Ultimamente tenho-me deparado com a pergunta "De onde és?" mais do que seria de esperar. No entanto, não é estranho, visto que todos os que me rodeiam estão a passar por algo idêntico ao que eu estou e acabam por ter curiosidade de saber quem também mudou de cidade.

 

À minha resposta acabo por obter "O quê? És alentejana?".

amor de alentejano.png

Fico sempre sem saber bem como reagir à pergunta, por duas razões. Na minha cabeça perguntam-me isso por acharem que os alentejanos são autênticos bichos do mato, incapazes de comunicar sem falar do gado e das hortas ou então porque ao fim de três semanas sem ir a casa os vestígios de um sotaque que gosta de prolongar as sílabas e de ir cantando acabam por se tornar muito mais subtis.

 

Devido a todas as perguntas com que me deparo acabei por me aperceber das características que praticamente todos os alentejanos têm. 

 

Alentejano que é alentejano, vem viver para Lisboa e sente saudades da comida que as avós colocam à mesa naquela almoçarada de domingo... A linguiça, o queijo, o pão alentejano, a sopa de baldroegas, as migas... Sejamos sinceros, não há comida tão boa como no meu querido Alentejo! Ainda esta semana em conversa com uma colega minha, também ela alentejana, demos por nós a babar pelo pão... Tantas saudades...

 

Alentejano que é alentejano, vem viver para Lisboa e por muito que goste disto, o campo faz falta, o som dos pássaros faz falta, as estradas com uma via para cada sentido fazem falta, o sorriso a cada esquina faz falta, o "bom dia" genuíno faz falta... Podem não acreditar mas somos um povo extremamente simpático, mesmo que reservados e mesmo no meio da cidade em que vivo vês um sorriso e ouves o som dos pássaros.

 

Alentejano que é alentejano sabe que, se tem um conterrâneo ao lado, tem um amigo para a palhaçada e para usar aquelas expressões mesmo alentejanas. É impossível dois alentejanos fora do seu habitat natural não se darem bem. Confiem, até podem ser como cão e gato na sua terra, chegam a Lisboa, veem-se sozinhos, e viram melhores amigos!

 

Alentejano que é alentejano ri das piadas sobre si próprio e ainda ensina mais algumas. Podemos não ter um dos sentidos de humor mais apurados, mas dificilmente nos ofendemos só porque "os alentejanos são preguiçosos". Eu sou a primeira a dizer que tem que ser tudo com calma para não me desorientar. Há uns dias alguém comentou "ainda dizem que os de Braga são preguiçosos" e lá vai Senhora Dona Tatiana reaver o título de volta. "Desculpa? Nunca ouvi isso de Braga. Alentejanos é que são preguiçosos!".

 

Resumindo isto... Não há amor como o amor de Alentejano!

 

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D