Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Em Busca de Um Sentido

19
Abr18

Tag de Primavera

Tatiana

Daniela Barbosa nomeou-me para responder à Tag da Primavera e cá estou eu com as respostas. Demorou, mas cheguei!

 

1. Qual a temperatura ideal para um dia de primavera perfeito?

Entre os 20 e os 25ºC para mim está perfeito. Dá para usar manga curta ou comprida, saias ou calças (....)

 

2. Se te pedisse uma sugestão de passeio para estes dias mais floridos, qual seria?

O Jardim Gulbenkian, Sintra ou qualquer zona no Alentejo, que neste momento está super colorido!

 

3. Se tivesses de escolher uma cor para esta primavera qual seria?

Talvez o vermelho, é uma cor que me dá energia!

 

4. O que esta estação significa para ti?

A Primavera acaba por ser o "empurrão" que preciso para terminar o ano letivo com mais motivação, visto que começa a dar para ir estudar para as esplanadas com um sumo natural.

 

5. Qual será, do teu ponto de vista, o grande acontecimento desta primavera (seja pessoal ou público)?

Sinceramente, não acho que vá existir um grande acontecimento... 

 

Peço desculpa por não ir cumprir as regras estabelecidas pela criadora da tag, mas não tenho estado ativa por aqui então não sei quem já respondeu ou não! No entanto, se ainda não responderam respondam, vou adorar ler!

09
Abr18

Querida ansiedade...

Tatiana

Querida ansiedade,

 

Escrevo-te para te pedir que me deixes viver a minha vida com calma, sem ter a constante necessidade de ter controlo de tudo e sem sentir que tenho que ser perfeita. Sei que sou uma casa confortável para ti, por pensar demais e por ser preocupada com tudo o que me rodeia... Torna-se fácil para ti alastrares-te como um tremor de terra por todo o meu corpo e fazeres dos meus olhos nascentes de um rio.

 

Nem sempre consigo proteger-me de ti, há alturas mais sensíveis do que outras, mas se sabes que não preciso de ti, porque ficas? Qual é a necessidade de me tirares os pés do chão e trazeres-me pensamentos que não me deveriam pertencer?

 

Chegas e fazes com que eu perca a noção de tudo, seja tempo, tarefas ou até mesmo local. Chegas e impedes-me de ser a jovem pacífica que deveria ser, fazendo com que me torne um poço de medos e inseguranças que não consigo afastar. Bloqueias-me os pensamentos, ao ponto de precisar de estudar e não conseguir sequer fazer algo que sabia de cor há pouco tempo. Tiras-me o sono, o apetite, a vontade de rir e fazes de mim alguém instável, alguém que não quero ser...

 

Parece que quanto mais te combato, mais crias raízes no intímo do meu ser, sem autorização ou aviso prévio. Podes, por favor, dar-me uma oportunidade de viver sem ti e conseguir aproveitar tudo o que o mundo tem para me oferecer? Estás a prender-me. E isso dói... Dói tanto. 

 

Procura a felicidade noutro lado, porque eu preciso disso para ser feliz. Obrigada,

 

Tatiana

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D