Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Busca de Um Sentido

Sab | 16.01.16

Há um ano na blogosfera!

Ontem fez um ano que me encontram pelo mundo dos blogs.

Comemoro então, com uma grande felicidade, o dia em que eu decidi deixar as vergonhas de lado e ser livre. Ser livre para dizer o que penso, ser livre para sentir tudo quanto posso e quero, ser livre para ser alguém que opina... Ser livre para poder marcar a diferença, por mais pequena que seja.

Ser livre para ser eu, sem máscaras e sem medos do que possam achar de mim.
 
Muitos acham que não tenho levado o blog muito a sério e eu compreendo que pensem isso, afinal de contas não estão perante um blog extremamente organizado e com um tema e horários fixos, mas sim um blog que tem uma vida e um objetivo por detrás, um blog que está a ser projetado em momentos de inspiração e não só para ser um grande sucesso.

Não publico tantas vezes como as que seriam desejadas, eu sei bem que não, e todos os dias olho para o meu computador e penso 'devia escrever'. No entanto, isto não é, nem pode ser uma obrigação, não vou deixar que seja por uma simples razão: eu quero ter um objetivo, uma mensagem em cada texto que aqui vier parar. Para mim não faz sentido ter um blog se não for para transmitir algo, se for só porque não tenho mais nada para fazer.

Para além dos textos, também existem as fotografias são tiradas e trabalhadas ao mais ínfimo pormenor, com todo o meu amor e mais uma vez, eu não as coloco aqui só porque sim, tem uma razão de ser. Quero transmitir com as minhas fotografias o pormenor com que observo o mundo à minha volta, como consigo ver a beleza nem que seja num simples tubo de ensaio de um laboratório.

Durante este ano cresci bastante, não só por causa do blog, mas também porque através dele consegui deparar-me com outros pontos de vista, consegui conhecer blogs que são amados por quem os escreve tanto quanto eu amo o meu, consegui perceber que às vezes o silêncio vale mais do que ir acender uma discussão, consegui tornar-me mais calma e ainda mais observadora, mas também mais seletiva tanto nas minhas atitudes, como nas palavras que uso, mas também na importância que dou às coisas.

11 comentários

Comentar post